HistÓria da Comunidade N. Sra das Estrelas

História da Comunidade Nossa Senhora das Estrelas
 
 

Acha-se edificada em terreno doado pelo casal católico, Sr. Wanderley Bocchi (já falecido) e sua esposa, Da. Lucila, no Condomínio Parque Residencial Colina das Estrelas. Foi o 1° imóvel a ser registrado pela Cúria da Diocese de Itapetininga, recém-criada, isto em 09.11.1995, no Cartório de Tatuí, presentes o casal doador e Pe. Ademar Bortoleto Arruda e Eugênio Lopes Vazquez, pela comunidade.

As primeiras Missas, mensais, realizavam-se no salão principal de Reuniões, e eram presididas pelo Bispo Emérito de Sorocaba, o saudoso D. José Melhado, já falecido. A catequese era defendida por jovens senhoras católicas, entre muitas, lembramos de Da. Sueli, Dayse, Sandra e tantas outras, como a saudosa Da. Antônia Borioli, já falecida. Coordenou-a durante muito tempo, Da. Yvete Vazquez. Reunia o grupo de catequistas em sua casa, na Colina, com bastante frequência, onde preparavam e apostilavam os encontros, sob a direção e liderança do Pe. Ademar, à época, entusiasta e sacerdote digníssimo da nossa Paróquia.

Durante muitos anos, foi Presidente do seu Conselho de Bairro, o Dr. Jorge Albuquerque e o Dr.Dirceu V. de Camargo, os quais , com suas esposas, Da. Rita de Cássia e Da.Cima, foram também Ministros da Eucaristia e da Palavra. Sob sua gestão, foi erguido o templo, com a participação e ajuda de toda a comunidade Colinense. Hodiernamente, preside o Conselho o Sr. Márcio Pereira Novaes e é tesoureiro o Sr. Antônio Martins ( Tony). Suas esposas, Ângela e Edith, são das Pastorais da Igreja. A Igreja foi consagrada pelo Arcebispo da Arquidiocese de Sorocaba, D. JOSÉ LAMBERT, já falecido, quando da sua inauguração, em 09.11.1996.

Na atualidade, temos o Padre Jânio em nossa Paróquia Nossa Senhora das Graças, desde 01.09.2005,  juntamente com o Diácono Simão Pedro,  queridíssimos em nossa Comunidade.

O maior trabalho feito em unidade pela nossa Igreja, materializa-se na ajuda para a construção da Igreja Santo Expedito, no Bairro Guaxingú. A nossa festa Julina, beneficente, já se tornou tradição.